É possível engravidar tomando anti-concepcional?

Toda mulher corre o risco de engravidar, mesmo tomando o anti-concepcional regularmente porque os anti-concepcionais apenas têm uma eficácia de cerca de 98%. Além disso, o uso de antibióticos ou de outros remédios pode diminuir a eficácia da pílula anti-concepcional, aumentando o risco de gravidez.

Outras situações que podem limitar a eficácia da pílula anti-concepcional e proporcionar uma gravidez são:

  • Trocar de anti-concepcional e não usar preservativo nas 2 primeiras semanas.
  • Ter episódios de diarreia ou vômito nas 3 a 4 horas após tomar a pílula anti-concepcional. Neste caso, deve-se tomar uma nova pílula ou usar preservativo;
  • Esquecer de tomar o anti-concepcional sempre na mesma hora;
  • Esquecer várias vezes de tomar a pílula anti-concepcional durante o mês.

Em caso de esquecimento de tomar a pílula anti-concepcional na primeira semana da cartela, há um maior risco de gravidez porque a ovulação pode acontecer mais cedo e os espermatozoides podem sobreviver por até 7 dias depois do contacto íntimo.

Se a mulher achar que está grávida, mas ainda estiver tomando a pílula, ela deverá realizar um teste de gravidez o mais rápido possível. Caso a gravidez seja confirmada, a mulher deverá deixar de tomar a pílula. O uso da pílula anti-concepcional não altera o resultado do teste de gravidez nem faz mal ao bebê, mas deve deixar de ser tomada assim que uma nova gravidez seja descoberta.

É possível engravidar tomando a pílula e amamentando?

A pílula anti-concepcional Cerazette, que é usada durante a amamentação, serve para evitar a gravidez e tem uma eficácia de cerca de 98%, como as outras pílulas anti-concepcionais, no entanto, se a mulher se esquecer de tomar a pílula por mais de 12 horas ou estiver tomando um antibiótico, por exemplo, pode engravidar novamente, mesmo se estiver amamentando.

Tua saúde

JOIN THE DISCUSSION

one × five =