HARRY E MEGHAN DURAMENTE CRITICADOS DEVIDO A GASTOS MILIONÁRIOS NA CASA NOVA REALEZA

«Com os serviços públicos debaixo de uma intensa pressão financeira, deitámos fora 2,4 milhões para a nova casa do Harry», foi nestes termos que Graham Smith, representante republicano na Inglaterra, citado pelo Daily Mail reagiu aos custos da obra da nova casa dos duques de Sussex.

De acordo com a VIP, Harry e Meghan estão a ser duramente criticados pelos súbditos devido ao montante milionário que já gastaram nas obras na casa nova, a Frogmore Cottage. Os duques de Sussex mudaram-se recentemente e antes viviam no Kensington Palace, a mesma residência de William e Kate.

Os pais de Archie Harrison gastaram 2,7 milhões de euros dos fundos públicos, do  chamado Severeigh Grant, segundo o relatório anual do Royal Household. A publicacao avanca ainda que prevê-se que o valor venha ainda a aumentar no decorrer das remodelações, podendo chegar aos 3 milhões.

O plano de remodelação já dura há seis meses e passa pela transformação de cinco casas numa residência de grandes dimensões.

A saída de Meghan e Harry do Kensington Palace, onde residiam juntamente com os duques de Cambridge, terá sido motivada por uma alegada desavença entre os filhos da princesa Diana.

Quem viu com maus olhos estes gastos por parte da casa real foram os membros do partido republicano, que apontaram o dedo ao uso dos fundos públicos para cobrir os custos das obras. Os súbditos apontam o dedo à rainha Isabel II, alertando para os cortes que têm sido feitos na saúde e na educação. Recorde-se que foi na Frogmore Cottage que os duques de Sussex realizaram a recepção do casamento, 19 de Maio de 2018.

JOIN THE DISCUSSION

15 + 3 =