1982 foi o ultimo Mundial sem selecções africanas nos oitavos-de-final

Trinta e seis anos e oito edições depois, volta a não haver selecções africanas na segunda fase/oitavos de final de um Campeonato do Mundo.

Neste Mundial-2018, na Rússia, o Senegal era a última equipa que ainda tinha alguma esperança de manter a tradição, mas a derrota frente à Colômbia (0-1), somada ao triunfo da Polónia diante do Japão (1-0), impossibilitou-o de seguir em frente na prova. O Senegal acaba por ficar pelo caminho devido ao critério fair-play: viu mais cartões (6) que os nipónicos (4) e por isso regressa a casa mais cedo.

Egipto, Marrocos, Nigéria e Tunísia foram as restantes formações africanas que marcaram presença na fase final, mas nenhuma conseguiu a qualificação para os oitavos.

A última vez que tal acontecera foi no Mundial-1982, em Espanha, quando os Camarões e a Argélia não passaram à então segunda fase da prova, que ainda se disputava com uma segunda fase de grupos.

Desde então, Marrocos (em 1986), Camarões (1990), Nigéria (1994 e 1998), Senegal (2002), Gana (2006 e 2010), Argélia e Nigéria (2014) representaram o continente africano nos oitavos-de-final da maior prova de seleções do planeta.

JOIN THE DISCUSSION

20 − seven =