Mãe do modelo infantil vítima de racismo defende H&M

A fotografia para um anúncio publicitário da marca de roupa sueca H&M de um menino negro a exibir uma camisola onde se lê a palavra “macaco” gerou uma severa onda de críticas nas redes sociais à multinacional, rotulada como ‘racista’.

“Coolest monkey in the jungle” (“O macaco mais fixe da selva”, em português) é a frase que está na origem da polémica e que está a deixar milhares de internautas e personalidades  indignados com a campanha publicitária.

No entanto, esta quinta-feira, a mãe do modelo infantil da H&M considerou todas as reacções à imagem “desnecessárias”, apesar do pedido de desculpas da marca de roupa.

A sueca Terry Mango, mãe da criança que tem sido por todos considerada vítima de uma fotografia que transmite ideias racistas, reagiu à polémica, defendendo a H&M e considerando “desnecessários” os ataques à marca.

 

Através de uma série de publicações no seu Facebook, a mãe do rapaz pediu às figuras que têm criticado a imagem – e nas quais se encontram nomes de músicos, atores, desportistas e outras estrelas mundialmente conhecidas –para “superarem” e “pararem com esta luta”.

“Eu sou a mãe e esta é uma das centenas de roupas com que o meu filho foi fotografado… Parem com esta luta, problema desnecessário, este…”, escreveu Terry Mango.

 

JOIN THE DISCUSSION

nine − 9 =