Um sonho a menos de 100 km de Maputo

Reserva Especial de Maputo não é um lugar comum, que possa passar despercebido aos ouvidos de qualquer um. Não é especial por mera convenção, ou um favorecimento ocasional. Facto é que são conhecidas poucas reservas com semelhante potencial, que incorpora uma variedade de elementos da natureza tais como: fauna, flora, rios, lagoas, mar e dunas, localizados numa área privilegiada. Era inicialmente conhecida como Reserva dos Elefantes, devido à abundância desta espécie na reserva. Diga-se que é um ponto de paragem obrigatória, para quem toma a estrada para Ponta D’ouro, Machangulo, Ponta Dobela, Ponta Malongane e Ponta Mamole. Situada a mais ou menos 100 quilómetros da Cidade de Maputo.

Depois de efectuar uma travessia de ferry boat, o Distrito Municipal Ka Tembe é a principal porta de saída, segue-se uma estrada de terra batida, fazendo o percurso da província de Maputo. Outra opção é o distrito de Boane, que dá acesso ao distrito de Bela-vista. Como qualquer viagem por terra e sobre quatro rodas, para esta aventura, o melhor aliado recomendado é o 4×4, isso para evitar possíveis desculpas para não se visitar este paraíso natural. A partir do distrito da Bela-vista a paisagem vai-se metamorfoseando em tons de verde, castanho, com o aroma natural das plantas, entre as mas- salas verdes e outras espécies locais de fruta como Macuacaua, que tornam a viagem mais prazerosa. reserva3

Para os apreciadores de aves, sugere-se uma paragem aqui, outra acolá. Estas aves farão questão de o forçar a estas pausas. O convite virá dos frequentes e gradáveis sons de rolas, poupas, tutti negras, etc. Com alguma sorte, ao longo da estrada pode-se ainda avistar algumas famílias de macacos da espécie macaco-cinzento. O leito convidativo do Rio Maputo é de arregalar os olhos, não esquecendo o belíssimo templo Hindu, à entrada do distrito de Salamanga. A Reserva Especial de Maputo goza de uma nova imagem na fachada frontal (entrada principal), como resultado das recentes obras de requalificação a nível de estruturas, estando já operacionais a recepção, área campismo e acampamento em Ponta Milimbangalala. Logo à entrada são visíveis sinais da cobiça humana, da caça de espécies praticadas por populares e caçadores furtivos de várias proveniências. Com um olhar mais atento o visitante pode deparar-se com armadilhas feitas para capturar as diferentes espécies que têm aquele como o seu habitat. A reserva preserva as vidas de zebras, macacos, cabritos vermelhos, águias, milhafres, impalas, elefantes, hipopótamos, crocodilos, pica-pau, entre outras espécies que vão se reproduzindo paulatinamente. A paisagem cresce. O dia ganha cor, ao romper de um sol mágico, jogando às escondidas com as imensas árvores ao longo da estrada. Com o mar como chão, num cruzamento dos imenso artefactos que são as machambas, a praia, os pescadores, os barcos, Maputo vai desaparecendo entre as nuvens.

JOIN THE DISCUSSION

fifteen − one =